Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Rui Rio Propõe Sobretaxa Universal em vez de um Corte nos Subsídios de Férias e de Natal dos Funcionários Públicos e dos Pensionistas

Presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Rio, propõe a aplicação de uma sobretaxa de IRS a todos os trabalhadores, em vez de um corte nos Subsídios de Férias e de Natal que apenas atinge a Função Pública e os Pensionistas.

Refere Rui Rio que em vez de serem poucos a fazer um esforço grande, esse esforço deve ser mais pequeno e repartido por todos!

Depois do Presidente da República Cavaco Silva, ter vindo a público denunciar a falta de equidade subjacente ao Corte dos Subsídios de Férias e de Natal da Função Pública e dos Reformados, seguindo-se o Presidente da Associação Sindical de Juízes Portugueses, o Juíz António Martins, bem como o Constitucionalista Bacelar Gouveia que vieram a público  denunciar a Inconstitucionalidade do referido Corte de Subsídios, desta vez, foi  o Presidente da Câmara do Porto, Rui Rio que vem a Público apelar para que o seu Partido PSD reveja a sua posição nesta matéria e adopte uma medida mais justa e não discriminatória!

Saudamos a proposta de Rui Rio e esperamos que a mesma tenha um bom acolhimento por parte do Governo e da Assembleia da República! Em vez de se aplicar um corte inconstitucional que assume a forma de confisco aos subsídios de Férias e de Natal dos Funcionários Públicos e dos Pensionistas, será mais justo, exequível, equitativo e não discriminatório, a aplicação de uma taxa sobre os rendimentos dos funcionários públicos e dos pensionistas que lhes exigirá um menor esforço financeiro, mas ao mesmo tempo, essa redução será compensada com a aplicação equitativa de uma igual taxa à totalidade dos trabalhadores, abrangendo tanto o sector público como o privado.

Publicação THE BESTS relacionada: Inconstitucionalidade do Corte dos Subsídios de Férias e de Natal dos Funcionários Públicos e dos Pensionistas
Enviar um comentário