Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Portugal e o Futuro – Parte II - Noticias e Comentários

4 pontos fundamentais na comunicação social de hoje


Ponto 1.

3 dias após a vitória de Portugal e dos Portugueses, na 1ª Batalha pelo retomar de uma Verdadeira Democracia e de uma verdadeira Liberdade de Expressão, começam-se a conhecer mais algumas realidades escondidas ou que se encontravam pouco clarificadas:

    Como seria de esperar, Portugal encontra-se, realmente, numa situação MUITO CRITICA, a qual irá exigir, ainda mais empenhamento e sacrifícios a todos os Portugueses. Esperemos pois, que todos tenhamos coragem, força e paciência para enfrentar o que ai vem.

    Teremos que ter consciência que, todo o mal feito nestes últimos anos, não poderá ser reparado apenas com uma mudança de governo e de um dia para o outro. Terá que se dar tempo ao tempo e esperar que os resultados dos sacrifícios, de todos os Portugueses, comecem, realmente a surtir efeitos. Tenhamos Fé.

    Ponto 2

    No caso da agressão a uma jovem de 13 anos, consumada por 2 adolescentes (16 e 15 anos) e filmado por outros jovens presentes, sobejamente conhecido e repassado vezes sem conta na comunicação social, o bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho Pinto, a 28 de Maio, criticou a aplicação da prisão preventiva aos dois jovens envolvidos, considerando tratar-se de uma medida de um sistema judicial "da Idade Média". No entanto, uma noticia publicada, hoje, na comunicação social, dá a conhecer vários outros casos de violência e agressões física, onde as mesmas adolescentes teriam estado envolvidas.

      Será pois, de todo pertinente, questionar o senhor bastonário do porquê de achar que a prisão preventiva, inicialmente aplicada a uma das adolescentes e ao jovem que supostamente filmou as agressões sem nada ter feito para as evitar, ter sido uma medida exagerada e típica de uma justiça da idade media!!!!

      • Será que o senhor bastonário acha que, 2 adolescentes, que têm por hábito praticar actos ilícitos, que vão desde roubo, coacção e agressão psicológica e física, sobre crianças mais novas, devem andar em liberdade como se nada de mal fizessem?
      • Será que o senhor bastonário acha que, um jovem, maior de idade e com cadastro, que consegue filmar uma agressão brutal e nada faz para a evitar, publicando-a logo de seguida nas redes social, não como forma de divulgação mas de gozo pessoal, deverá andar livre e despreocupado como se nada de mal fizesse?
      • Será que, se por um simples acaso, uma das crianças violentadas por estas adolescentes, fosse filha ou familiar do senhor bastonário, o senhor bastonário pensaria da mesma forma?
      • Será que o Sr. bastonário sabe o significa Prisão Preventiva?

        Parece-nos pois que, o senhor bastonário, por razões que só ele conhecerá, demonstrou uma faceta muito pouco profissional e muito pouco imparcial. A sua atitude demonstra magoa e rancor contra o juiz Carlos Alexandre, como se prova pelas noticias publicadas, de algum tempo a esta parte, na comunicação social. Será porque, o juiz Carlos Alexandre, tem demonstrado, ao longo do tempo, a sua independência e rigor?

        Será pelo facto de, o juiz Carlos Alexandre, não se amedrontar com as ameaças e posições privilegiadas das pessoas que investiga? O Sr. bastonário lá saberá.

        Admira-nos, no entanto, o facto de nunca ter criticado o Sr. presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Noronha Nascimento, por todas as contradições que tem demonstrado, ao longo dos vários processos mediáticos, que ocorreram nestes últimos 6 anos, como é exemplo o Processo “Face Oculta”. Ou será que o Sr. bastonário também acha que as escutas são montagens com o objectivo de prejudicar alguém?

        Embora a Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) esteja a ponderar apresentar uma participação disciplinar contra o Sr. bastonário, na Ordem dos Advogados, pensamos que seria importante tentar-se analisar o porque de, o Sr. bastonário da Ordem dos Advogados, ter estas reacções sempre que o juiz Carlos Alexandre tem qualquer tipo de pronuncia, ao abrigo da sua profissão. Talvez se esclarecesse muita coisa oculta.


        Ponto 3

        Começam a surgir noticias, na comunicação social nacional e internacional, sobre medidas que começam a ser tomadas e que visam responsabilizar, todos os Políticos e detentores de cargos públicos que, por ERROS DE GESTÃO ou por INCOMPETÊNCIA, tenham prejudicado, gravemente, os seus PAÍSES e os seus POVOS.

        Mais uma vez, cabe-nos perguntar a quem de direito; E em Portugal? Para quando a responsabilização de todos aqueles que levaram o Pais e os Portugueses à Ruína e Miséria?
         

        Então depois de tudo o que aconteceu? Depois de termos mais de 40% das nossas crianças a passar FOME, estes senhores saem de cena e vão de férias como se nada de mal tivessem feito?

        Mais uma vez teremos que relembrar ao novo governo, a EXIGÊNCIA que lhe fez o Povo Português! Governar com Honestidade, Clareza e Competência e Responsabilizar todos aqueles que colocaram o Pais nesta situação lastimosa. Cá estará o POVO para julgar

        Vale a pena dar uma vista de olhos nos CRIMES DA RESPONSABILIDADE DE TITULARES DE CARGOS POLÍTICOS, em todo o seu CAPÍTULO II.

        Ponto 4.
         
        É com tristeza que continuamos a ver publicações, em algum meios de comunicação social, preconizadas por pessoas mesquinhas e sem carácter, completamente deturpadas da realidade: 

          Teremos pois que questionar sobre a identidade e a moral de um jovem que, sem qualquer tipo de experiência reconhecida, seja ela profissional, politica social ou outra, tem o DESCARAMENTO e a LIBERDADE de escrever, com uma Falta de Nível e sem qualquer tipo de Lógica, num jornal que deveria ser um referencial Nacional e um exemplo de informação justa e imparcial.
          • Quem será esta vedeta de 5º categoria?
          • Como consegue ter a autorização para escrever artigos agregados a um Jornal como o Expresso?
          • Quais a entidades que permitem que escreva aberrações que podem por em causa a idoneidade que todo e qualquer Jornal de cariz nacional e social, digno desse nome, deverá ter?
          • Será que o Jornal Expresso é um jornal Nacional, ao serviço da Informação? Ou será que é um Jornal Partidário?
          • E este comentadorzeco? Idiota de opinião! Qual será a sua ligação ao jornal Expresso?
          Acreditando que, O Jornal Expresso, é um jornal de cariz informativo de âmbito nacional (e não um jornal partidário), será que algum familiar ou amigo de familiar, deste opinantezito de circunstância, tem algum alto cargo na administração do Jornal Expresso? Sim, porque só assim se entende que um “fedelho”, sem qualquer tipo de experiência e muito menos credibilidade, continue a escrever aberrações falaciosas num Jornal que se diz Credível e Imparcial e ninguém faça nada para o calar.

          Mais uma vez teremos que apelar a todos os verdadeiros Portugueses para NÃO COMPRAREM O JORNAL EXPRESSO pois, como provam estes artigos (aceites pelo próprio jornal), trata-se de um Jornal que NÃO CUMPRE A SUA PRINCIPAL MISSÃO – INFORMAR COM VERDADE, RIGOR E IMPARCIALIDADE. Temos pena.
           José António Vilaverde
          Enviar um comentário