Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Estado da Nação

O Estado da Nação Portuguesa uma semana antes das Eleições Legislativas do dia 5 de Junho de 2011, após 6 anos de governação socialista com José Sócrates

 A 4 dias de umas eleições que poderão marcar, definitivamente, o futuro de Portugal e dos Portugueses, é, de todo, importante efectuar-se uma análise detalhada ao estado da nação.
Comecemos pois, por algumas noticias publicadas na comunicação “social” desta ultima semana: 


             NOTÍCIAS                                                                        COMENTÁRIO
Pois é!!! É este o Portugal do sec. XXI. Tantas PROMESSAS, TANTAS GARANTIAS DE UM FUTURO PROMISSOR, Nestes Últimos 6 anos e o que é que aconteceu?
Ao fim deste tempo, só surgem noticias de MISÉRIAS, INJUSTIÇAS, DESIGUALDADES, DE CRIMES COMETIDOS CONTRA PORTUGAL E CONTRA OS PORTUGUESES E DE MENTIRAS.
Como foi possível termos permitido que as coisas chegassem onde chegaram???
Crianças (40% das Crianças Portuguesas) a passar FOME??? Em Portugal??? Em pleno sec. XXI????
E o, ainda, 1º ministro deste Pais, com discursos vitimizados enquanto compra fatos, em loja exclusiva, que ascendem a valores entre os 6000 e os 37.500 €??? Onde estamos??? Em Portugal??? Aquele País a acidente da Europa??
Este País já não Parece!!!!! É mesmo um autentico PAÍS de 4º MUNDO. CORRUPTO, INJUSTO E DESIGUAL.
Pois é?? Seria bom que estivéssemos enganados e as coisas fossem realmente diferentes mas, INFELISMENTE, não são e a tendência é PARA PIORAREM!!!
Existem, no entanto, alguns passos que, todos os Verdadeiros Portugueses (Patriotas) podem, no mínimo, começar a dar como tentativa de minimizar a actual situação CRITICA do País:
  1. Como 1º passo, desde logo, castigar nas urnas, no próximo dia 5 de Junho, as principais caras responsáveis pela da Situação LASTIMOSA a que o País chegou (à semelhança de Espanha, com a maior derrota de todos os tempos);
  2. Como 2º passo, EXIGIR ao novo governo, uma AUDITORIA, externa e Imparcial às contas publicas destes últimos 10 anos, de forma a apurar responsabilidades no esbanjar dos dinheiros públicos;
  3. Como 3º passo e Após o apuramento de responsabilidades, e ao contrário do sugerido pelo Presidente do Tribunal de Contas, responsabilizar CRIMINALMENTE, todos os bodes do presente e do passado, responsáveis pela actual situação do País;
  4. Como 4º passo, EXIGIR ao novo governo que efectue todas as alterações necessárias, à constituição e às leis, de modo a que todos aqueles, sejam eles quem forem, que cometam crimes e/ou actos ilícitos possam ser julgados e condenados;
  5. Como 5º passo, e caso todos os outros falhem, todos os Portugueses deverão começar a precaverem-se para um futuro Muito, mas Mesmo Muito Negro e Incerto;
  6. Como 6º passo, e caso o 5º passo se veja a verificar, todos os Portugueses deverão começar a prepararem-se para a revolução que haverá de vir pois, com TAMANHAS INJUSTIÇAS, com toda a certeza, chegará a altura em que as pessoas se fartarão e dai a uma revolta popular será um passinho; 
Esperemos, no entanto, que a situação se consiga ir resolvendo, com honestidade, determinação e trabalho (que é o que fazem, todos os dias, a grande maioria dos portugueses) e que não seja necessário chegarmos a vias de facto (o que seria, deveras, prejudicial, para o País).
José António Vilaverde
Enviar um comentário