Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Possível Falência de Portugal em Resultado da Pesada Dívida do País

Dívida Portuguesa é Escandalosamente Elevada e poderá levar à perda da Soberania do País

Como THE BESTS informou na publicação anterior, o Sociólogo António Barreto, apresentou uma análise muito sensata, coerente e realista, relativamente a uma possível desintegração de Portugal como Nação Soberana, num futuro muito próximo.
Como já afirmámos anteriormente, THE BESTS corrobora na integra a análise e os receios manifestados e devidamente fundamentados pelo Sociólogo  António Barreto.

Não querendo ser pessimistas, mas sim realistas, acrescentamos ainda:
- Neste momento, poderá ser relativamente fácil Portugal perder a sua Soberania.  Portugal tem um Dívida Pública que é escandalosamente elevada, em parte fruto da conjuntura, mas em grande medida, resultado de políticas erradas do anterior Governo PS de José Sócrates.

Neste momento e por culpa dessa malfadada dívida, os nosso credores têm o País na "mão". Portugal está praticamente à mercê desses credores. Será que algum dia vamos conseguir pagar a nossa dívida, atendo à dimensão da mesma, bem como ao elevado valor que os juros atingiram, antes que o Governo de José Sócrates permitisse a entrada da Troika? (E só permitiram a entrada da Troika devido à pressão dos Bancos Nacionais)

Se Portugal sair do Euro, um dos actuais receios passará a ser uma ceteza, já que em tal cenário, será impossível Portugal pagar a sua dívida perante todos os credores internos e externos.

Conclusão: Presentemente o País está nas mãos da Troika e de todos os credores que concederam empréstimos ao País.

Será que algum dia o País irá conseguir solver os seus compromissos e libertar-se dos seus credores?

Será que vão ser precisos 50, ou 100 anos para perdermos a nossa soberania Nacional?

Será que se o País não conseguir pagar a sua dívida, não poderá perder a soberania num prazo de 20 anos?

Esperamos sinceramente que o actual Governo consiga reverter este cenário negro. Contudo, os nossos governantes não se podem esquecer que as medidas de austeridade deverão ser exequíveis, sensatas, justas e equilibradas.

Não esquecer que Portugal tem a fama de ser um País de brandos costumes, mas os brandos costumes do Povo Português são algo de muito relativo e a história comprova-o.

O Povo é sereno, mas ao mesmo tempo é sábio e a paciência tem limites. Injustiças e fome, levam o povo à rua.
Enviar um comentário