Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

quinta-feira, 15 de Setembro de 2011

Definição de Taxa Social Única

Conceito de Taxa Social Única - TSU
Qual é afinal o significado de Taxa Social Única?

O valor atual global da TSU para os trabalhadores dependentes, é de 34,75%, sendo 11% suportado pelo trabalhador e 23,75% suportado pela respectiva entidade patronal. Por sua vez, se o trabalhador for um sócio gerente de uma empresa, esse sócio gerente suporta uma TSU de 9,0%, enquanto que a empresa suporta 20,5% de TSU por cada sócio gerente.

Numa altura em que a Troika  exerce cada vez mais pressão sobre o Governo Português, no sentido de este baixar a Taxa Social Única em 8%, o que é afinal a Taxa Social Única ( TSU )?

R: A Taxa Social única é uma contribuição paga por trabalhadores e por empresas e que reverte a favor da Segurança Social.

A Taxa Social Única Incide diretamente sobre o Rendimento Bruto dos Trabalhadores. É suportada por Trabalhadores Dependentes num valor que corresponde a 11% do seu Rendimento Bruto, mas também é suportada por empresas, num valor que corresponde a 23,75% do Rendimento Bruto do trabalhador Dependente. Quando se trata de sócios gerentes, o valor da TSU é respetivamente de 9% e de 20,5%.

Exemplo: Trabalhador Dependente A, aufere um Rendimento Bruto de € 1000.

a) Em relação aos € 1000 que o trabalhador aufere, € 110 será o valor que ele vai pagar à Segurança Social.
b) A Empresa para a qual o Trabalhador A trabalha, vai ter que suportar € 237,50 (23,75% de € 1000) para a Segurança Social. Ou seja, a Empresa para além de pagar ao Trabalhador os € 1000 correspondentes ao seu Rendimento Bruto, ainda vai ter que entregar (pagar) mais € 237,50 à Segurança Social, tendo que suportar um custo total de € 1237,50 com o Trabalhador A.

Neste momento, o Estado Português e a Troika concordam em reduzir a TSU a suportar pelas empresas, de modo a reduzir um pouco o encargo que as mesmas suportam com a TSU relativa a cada trabalhador. No entanto, ainda não existe um entendimento em relação ao valor percentual a reduzir na TSU, já que a Troika, visando uma melhoria da competitividade das empresas, quer que essa descida seja mais acentuada do que o valor que o Estado pretende. Para o Estado (novo Governo), existe o entendimento de que é necessário encontrar aqui um equilíbrio, reduzindo o valor de TSU a pagar pelas empresas, mas ao mesmo tempo há que salvaguardar a sustentabiliade da Segurança Social.
Fonte: sol.sapo.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário