Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Breve Balanço aos primeriros Três meses de Governação do Executivo (PSD / CDS) Liderado por Pedro Passos Coelho vs Recomendação na Educação

Análise Breve aos primeriros 3 meses de Governação do XIX Governo Constitucional Liderado por Pedro Passos Coelho
Como é do conhecimento geral, o XIX Governo Cosbtitucional tomou posse no dia 21 de Junho. Entretanto 3 meses passaram e já se pode fazer um pequeno balanço da actuação do novo executivo liderado por Pedro Passos Coelho. Para já, vomos-nos deter em três Ministérios:
- Finanças;
- Economia;
- Educação.
No Ministério das Finanças liderado pelo Ministro Vítor Gaspar, têm sido tomadas medidas muito duras no sentido equlibrar as contas públicas. Para tal, procura-se aumentar a receita através por exemplo da subida do IVA, aplicação de um imposto extraordinário sobre o subsídio de Natal, fim de algumas idenções fiscais e subida de escalões de IRS a partir de 2012. Tudo medidas muito duras mas que apesar de tudo se acabam por aceitar, tendo em conta o acordo feito com a Troika, assim como a situação grave em que o Governo anterior de José Sócrates deixou o País. No entanto, esperamos sinceramente que este esforço que agora está a ser pedido aos Portugueses, venha a ser devidamente recompensado num futuro próximo.

Quanto à Pasta da Economia, esta encontra-se em estreita articulação com a pasta das Finanças. Sendo feito um bom trabalho nas Finanças no sentido de equilibrar as Contas Pública, queremos acreditar que o Ministro Álvaro Santos Pereira terá todas as condições para fomentar o relançamento da nossa Esconomia.

Quanto à Educação, sublinhamos as virtudes da estratégia seguida por Nuno Crato e que visa exigir um maior esforço  aos alunos e menor facilistismo na avaliações dos mesmos. As medidas que visam uma maior racionalização de custos também se compreendem, mas no entanto, o "Modelo de Mercado" proposto por Nuno Crato, a ser aplicado, visa a mercantilização do ensino e terá um efeito muito nefasto ao nível da promoção da igualdade e justiça social, já que irá promover uma concorrência desleal entre escolas e também entre famílias, acentuando as assimetrias  e a desiguldade cultural e social existente.

A este propósito, recomendámos a leitura de uma nossa Publicação anterior onde desmontamos o modelo de Política de Educação proposto pelo Ministro Nuno Crato e fazemos uma análise crítica e uma recomendação: "Modelo de Mercado" proposto por Nuno Crato 
Enviar um comentário