Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

José Mourinho Melhor Treinador do Mundo em Entrevista ao Programa 30 Minutos da RTP 1

18 de Julho de 2011 - Programa 30 minutos
José Mourinho - Treinador Nº 1 do Mundo
Entrevista a José Mourinho, Líder e carismático Treinador de Futebol que detém actualmente o Titulo de Melhor Treinador de Futebol do Mundo.

José Mourinho é aos 48 de idade, para além de melhor Treinador do Mundo, um Líder de grande carisma e sucesso, com um vasto currículo de Campeão em alguns dos melhores Clubes do Mundo, tais como, Futebol Clube do Porto, Chelsea, Inter de Milão e Real de Madrid.

Resumimos o essencial do que retivemos da entrevista a José Mourinho na noite de hoje ao Programa "30 Minutos" da RTP 1. 
RTP: Trabalhando em Espanha, como se sente por Portugal ser tratado como lixo?

José Mourinho (JM): Não me sinto muito à vontade para falar desse tema, mas obviamente que nós treinadores e jogadores Portugueses que jogamos fora, não nos sentimos bem e comentamos entre nós, não o facto de Portugal ser tratado como lixo, mas sim a situação politica, social e económica que vive no País. Portugal está longe de ser um lixo e acredito que vamos sair da situação.
 
Países com maior dimensão que o nosso, não me parece que estejam melhores. Por exemplo, em Espanha a situação também não é boa. O desemprego é muito elevado. Os outros países não se podem rir.

As necessidades são evidentes também em Espanha e Itália. Mas os Espanhóis e Italianos são orgulhosos. Nestes momentos, é importante a auto estima para ultrapassar a difícil situação.
 
RTP: Se os seus filhos quisessem seguir a carreira de Professor, tal como o José Mourinho seria, caso não fosse Treinador de Futebol, o que lhes diria?

José Mourinho: A classe média sofre, os professores sofrem. Os professores têm dificuldade em subir na carreira e se os meus filhos quisessem seguir a carreira, na conjuntura actual eu não seria o pai mais tranquilo do mundo. Os professores, assim como as pessoas de outros cursos, saem das faculdades  e tem credibilidade internacional. Para os meus filhos também seria bom.
 
José Mourinho: Não votei nas ultimas eleições, mas nas anteriores sim.
Tenho a minha convicção política, mas prefiro que os portugueses me vejam como isento e independente. Acredito pouco nas campanhas eleitorais, mas acredito que as pessoas que têm a responsabilidade em mãos, têm capacidade de andar com Portugal para a frente.

RTP: O que achas das privatizações propostas pelo novo Governo?

Estabelecendo uma comparação com o mundo do futebol, nós lideres para exigirmos bons resultados aos nosos jogadores, temos que dar tudo de nós próprios! Líderes políticos têm igualmente que dar tudo, se querem que os Portugueses correspondam da melhor forma.
 
RTP: Se consegue elevar a moral da sua Equipa quando está em baixo, como acha que conseguia elevar a imagem de Portugal?

José Mourinho: Na cabine é mais fácil, apesar de existir alguma diversidade na origem cultural e geográfica dos jogadores. No País existem vários milhões de pessoas, uma grande diversidade a diferentes níveis e seria mais difícil.

É muito importante que se saiba a verdade e se conheçam bem as dificuldades. A verdade cria empatias.

A minha experiência no Futebol diz –me que a verdade é fundamental! Conhecer a verdade motiva.
As pessoas estão cansadas de mentiras e devem conhecer as dificuldades.

RTP: Se daqui por uns anos, quando regressar a Portugal que País espera encontrar?

José Mourinho: Estar nas mãos da Troika é uma situação nova e daqui por uns anos vai ser tempo suficiente para encontrar um país melhor.

Sou um orgulho Português. É importante Portugal melhorar.
 
RTP: Registámos com satisfação que no discurso em que foi eleito o melhor Treinador do Mundo falou em Português.

Em situações como aquela, prefiro falar em Português.
Mourinho Madrid.jpg
José Mourinho
Enviar um comentário