Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

terça-feira, 14 de junho de 2011

PS pode impugnar Resultados Eleitorais de Portugueses no Brasil e atrasar indigitação do novo 1º Ministro Pedro Passos Coelho

PS pode atrasar tomada de posse do novo Governo PSD / CDS


O Partido Socialista (PS) admite impugnar o apuramento dos resultados eleitorais dos portugueses emigrantes e residentes no Brasil, pelo facto de um Jornal Brasileiro do Rio de Janeiro, para emigrantes portugueses a residir naquele País, ter organizado a recolha de votos desses emigrantes portugueses, para posterior envio para a Comissão Nacional de Eleições em Portugal, a fim de serem contabilizados. Mandam as regras que cada emigrantre deve enviar os seus votos individualmente para Portrugal, o que não foi respeitado.
Assim, o PS admite impugnar o apuramento dos resultados eleitorais dos emigrantes portugueses residentes no Brasil, o que irá atrasar a indigitação do novo Governo PSD / CDS de Pedro Passos Coelho e Paulo Portas, situação que irá impedir que Pedro Passos Coelho tome posse como 1º Ministro antes de dia 23 de Junho, data em que se irá realizar o Conselho de Ministros da União Europeia,  reunião em que seria de todo importante que Pedro Passos Coelho pudesse já estar presente.

É de referir que a Contagem de votos do circulo da emigração está marcada para amanhã dia 15 de Junho e os novos deputados poderão tomar posse já na próxima segunda feira, bastando que a Comissão Nacional de Eleições envie a Acta do Escrutínio Eleitoral para o Parlamento Português em tempo útil.
Comentário:
Sabendo-se que os votos dos emigrantes portugueses que residem no Brasil, pelo pouco peso que têm,  em nada vão alterar os resultados das Eleições Legislativas, não faz sentido que o PS por mero capricho impeça Pedro Passos Coelho e o novo Governo possa tomar posse a tempo de participar na reunião de Conselho de Ministros da União europeia que terá lugar no dia 23 do corrente mês de Junho.
De facto, muito responsável estes PS.... (tótós...)
Catarina Teixeira
Enviar um comentário