Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

República Popular da China executou esta manhã um ex Primeiro Ministro que tinha sido condenado à morte por corrupção

Obviamente que em nosso entender a condenação à morte será uma condenação extrema com a qual discordamos, mas não deixamos de registar os contrastes que existem neste mundo!

Enquanto que num país como a China, cuja economia regista o maior crescimento mundial, se por um lado é sempre visto como um bom parceiro para outros países, quer pela dimensão em termos de população, bem como pelo mercado gigante que representa, por outro lado, condena à morte políticos corruptos, o que noutros países dito desenvolvidos como por exemplo Portugal, praticamente tudo o que é corrupção ao mais alto nível político passa impune!
Pena de morte não defendemos, mas defendemos sim uma condenação justa para todos aqueles em que se venha a provar que foram corruptos e que conduziram o país para um precipício, através de uma gestão altamente danosa e irresponsável!

Transcrevemos a notícia publicada em pt.euronews.com.:
"A China executou esta manhã o antigo ministro Zheng Xiaoyu, condenado em Maio à pena capital por corrupção. Uma sentença inédita nos últimos anos, com que a China tenta reabilitar a sua imagem a nível internacional, na área da segurança alimentar e farmacêutica.
Zheng Xiaoyu foi reconhecido culpado de ter recebido cerca de 620 mil euros de empresas farmacêuticas em troca da homologação de centenas de medicamentos considerados nocivos para a saúde. O antigo director da agência estatal de alimentação e medicamentos, tinha sido demitido em 2005, após a revelação do sistema corrupto instalado há oito anos.
Outros dois responsáveis da agência, pela homologação dos mediamentos e dos equipamentos médicos, foram condenados, respectivamente, à pena de morte e a 15 anos de prisão. A meses do próximo congresso do partido comunista e dos jogos olímpicos do próximo ano, Pequim coloca a luta contra a corrupção no topo da agenda política nacional.
As autoridades reconhecem no entanto a insuficiência actual do controlo sanitário sobre os produtos alimentares e medicamentos. Pelo menos 20% da produção nacional não respeitará os critérios sanitários mínimos, utilizando aditivos nocivos para a saúde.
Copyright © 2012 euronews"

China executa ex-ministro condenado por corrupção

Enviar um comentário