Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

terça-feira, 20 de março de 2012

Mentir na Declaração de IRS poderá passar a dar Prisão! vs Mentir aos Portugueses na Campanha Eleitoral

Segundo notícia publicada em economico.sapo.pt, existe uma proposta do Governo para alteração do Código Penal que prevê penas de cadeia para quem prestar falsas declarações ao Fisco. Ou seja, caso esta proposta seja aprovada, para efeitos de dedução no IRS, quem na sua declaração disser que na altura em que assinou uma escritura era divorciado, quando na realidade era casado, ou disser que tem 3 filhos quando na realidade só tem 1, arrisca-se a ser punido com uma pena de prisão que poderá ir até dois anos!

THE BESTS é pela justiça, pela verdade e pela honestidade e impõe-se levantar uma oportuna questão:
- Se se coloca na cadeia um comum cidadão que apertado com a brutalidade dos impostos e cortes salariais, omite factos na sua declaração de IRS, o que se deve fazer a um político que, em campanha, a fim de conquistar o eleitorado para vencer eleições e ser legitimado democraticamente para exercer por exemplo um cargo de Primeiro Ministro, faz promessas em campanha que depois não cumpre e/ou mente ao eleitorado quando se encontra em Campanha?

Será que estamos enganados, ou o actual Primeiro Ministro Pedro Passos Coelho quando se encontrava em Campanha, prometeu aos Portugueses que não cortaria os salários, mas pouco depois de ter sido eleito, foi precisamente isso que ele fez? Afinal o Senhor Primeiro Ministro mentiu aos portugueses ou não mentiu? Se mentiu perante milhões de portugueses que enganados o elegeram, não deveria também ter que ser responsabilizado e punido, ou será este gesto menos grave do que uma omissão do Estado Civil numa qualquer Declaração de IRS?

Fonte: economico.sapo.pt
Enviar um comentário