Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Qual a função de um Governo, num País democrático????

Nos dias que correm, sempre que se toma atenção aos diferentes meios de comunicação social, ou encontramos noticias falaciosas, com o objectivo de confundir os cidadãos (tipo “Motorista ganha 73 mil euros”) e que apenas demonstram a PODRIDÃO que povoa muita da comunicação social, ou encontramos noticias de Austeridade e + Austeridade dirigida, essencialmente, a uma, cada vez mais Escassa, Classe Média!!!!
Cabe pois questionar:
  • Qual a função de um Governo, Democraticamente Eleito????
  • Será que é castigar as pessoas que trabalham e cumprem com todas as suas obrigações Fiscais???? Sim, porque a dita Classe Média, representa uma percentagem de Portugueses que Trabalham e, acima de tudo, conseguem e têm orgulho em conseguir cumprir com todas as suas obrigações fiscais!!!
  • Será que a culpa, da actual situação, é do Excesso de Feriados? Do excesso de Pontes???? ou do pagamento dos subsídios de ferias e de natal (seus por direito constitucional) dos, Verdadeiros, Funcionários Públicos (todos aqueles que fazem da causa publica, em prol da  sociedade, a sua luta e o seu modo de vida)?
  • Ou será de todos aqueles Crápulas, Antipatriotas e Bandidos que, aos longo dos anos, se têm aproveitado do epitáfio de funcionário publico (e não só), para enriquecer a custa do esforço de todos nós?? Alguns dos exemplos são:
    • Todos os políticos que acumulam reformas e subvenções com altos vencimentos, quer no publico quer no privado!!!  
    • Todos os Gestores de Empresas Publicas que, mesmo pagos a peso de Ouro, por Bandidagem ou Incompetência, acumularam prejuízos Enormíssimos para as Empresas que geriam e, mesmo assim, saem dessas Empresas com reformas ou subvenções monstruosamente elevadas (talvez como prémio por essa mesmo incompetência ou bandidagem)!!
  • E todas as medidas, COMPLETAMENTE ERRADAS e mesmo CRIMINOSAS, que foram tomadas, ao longo dos últimos anos, por todos os detentores de cargos públicos (presidentes da republica, 1º’s ministros, ministros, deputados, Gestores públicos, presidentes das câmaras, vereadores, etc.…)? Ninguém é Responsabilizado??? Será que estão ACIMA DA LEI????
  • Será que, ao mesmo tempo que se impõem medias de Austeridade (infelizmente necessárias), não se deveriam começar a responsabilizar os VERDADEIROS responsáveis pela actual situação vergonhosa a que Portugal chegou???
O Escândalo e a Vergonha do tem acontecido, em Portugal, nestes últimos 20/25 anos, só se compara a uma “hipotética situação de um Assalto a uma instituição bancária onde, após o assalto, a direcção do banco, conhecendo, na perfeição, a identidade dos Bandidos, exige aos clientes que abdiquem de um montante dos seus depósitos, de modo a poder cobrir o prejuízo do assalto”. Enquanto isso, os Bandidos passeiam-se livremente, pelo mundo fora, a viverem à custa do esforço de quem trabalha e de quem poupou, com imenso esforço, alguns valores.
Pois é Sr. Pedro Passos Coelho, como o senhor diz e muito bem, "Já estamos pobres. Alguns é que não deram conta disso!!!! Pena que essa Pobreza não seja só Financeira mas também Moral, Social, Cultural e, acima de tudo, Patriótica!!!
Com certeza sabe que uma das funções de qualquer Patriota (seja ele um cidadão ou um governo) é defender os interesses e o bem estar do seu País e dos seus concidadãos (honestos e trabalhadores).
Mais uma vez, esses seus concidadãos, lhe apelam para arrumar a sua casa, que é este Portugal completamente desarrumado. Tome todas as medidas que achar necessárias para conseguir levar avante essa sua jornada. Não se esqueça porém que, para que a sua jornada tenha sucesso, todos os seus concidadão (honestos e trabalhadores) lhe EXIGEM, além do apurar de Verdadeiras Responsabilidades e da dura Punição daqueles que forem, comprovadamente, os rostos das desgraças que assolam Portugal e os Portugueses, o seu MELHOR EXEMPLO no ESFORÇO que e exigido a todos os Portugueses (grupo, do qual, temos a certeza que, orgulhosamente se apraz de fazer parte).
JMP
Enviar um comentário