Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

sábado, 3 de setembro de 2011

Ministro da Saúde Paulo Macedo - Até Onde Vai o Corte na Despesa da Saúde? vs É preciso Sacrifícar Vidas Humanas?

Notícia sobre Ministério da Saúde:
Ministro da Saúde Paulo Macedo Corta na Despesa também através de corte nos transplantes de órgãos humanos.
Frieza cega dos números da gestão em prol da redução da despesa vs humanismo e defesa da vida humana
O Ministro da Saúde Paulo Macedo, admitiu na quinta feira em entrevista à TVI, a possibilidade de reduzir o número de transplantes feitos em Portugal. Em consequência desta possível medida, segundo notícia publicada em jn.pt, "o presidente e a coordenadora nacional da Autoridade dos Serviços do Sangue e da Transplantação pediram esta sexta-feira a demissão em protesto contra as intenções do ministro da Saúde de cortar as verbas daquele organismo."

A este propósito, segundo a mesma fonte, Maria João Aguiar, Coordenadora nacional da Autoridade dos Serviços do Sangue e da Transplantação terá afirmado:
"Recuso-me a permanecer aqui porque o meu lugar está esvaziado de funções. Não posso aceitar que haja doentes que se podem salvar mas que vão morrer porque o país está em dificuldades económicas", disse à Lusa a Coordenadora Nacional das Unidades de Colheita de Órgãos, Tecidos e Células para Transplantação". (...) "Questionado sobre se os transplantes estariam em risco, o ministro Paulo Macedo admitiu que "pode não haver o mesmo número de transplantes", explicando que é preciso perceber se o país "pode sustentar o actual número de transplantes".  

Questão THE BESTS: Todos sabemos que é preciso cortar na despesa, mas será que não pode imperar o bom senso? O Salvamento de vidas humanas não está acima de um corte cego na despesa?
Afinal a vida humana não é o bem mais precioso?

E o Senhor Ministro Paulo Macedo, quando foi Director Geral das Finanças, manifestou uma tão profunda fé e devoção à Religião Católica, ao ponto de em 2007, ter convidado funcionários das Finanças a assistirem com ele à celebração de uma missa, e agora, onde está a sua fé católica, ao ponto de desprezar desta forma o valor e respeito pela vida humana?
Quanto vale um transplante para Paulo Macedo? E quanto vale uma vida humana?
Médicos demitem-se devido a cortes de verbas para transplantes
Fonte: jn.pt
Enviar um comentário