Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Jovem do Sexo Feminino Morre em Exercício de Slide no Dia da Defesa Nacional

Dia da Defesa Nacional vs Defesa da Vida dos Jovens Participantes no Dia da Defesa Nacional

Realizou-se hoje o Funeral da Rapariga que morreu no Dia da Defesa Nacional e contou com uma representação do Exército Português.
Entretanto o Dia da Defesa Nacional já está suspenso.

Ana Rita, a Jovem cidadã Portuguesa de 18 anos que se encontrava a cumpir o dever de participar no Dia da Defesa Nacional no Regimento de artilharia nº 5, em Vila Nova de Gaia, Serra do Pilar, faleceu na passada 5ª Feira dia 20 de Maio, quando realizava um exercício de "slide" e o cabo se partiu.

A rapariga de 18 anos que era Estudante do 1º ano do Curso de Direito foi hoje a enterrar, sendo de registar a presença no funeral de um General em representação dos militares, bem como do comando da Serra do Pilar.

Como é possível que uma família que envia a sua filha para o cumprimento a que o dever de cidadão Português obriga, dever de participar no Dia da Defesa Nacional, venha no final do dia a ser informada de que a filha afinal nunca mais regressaria a casa, porque simplesmente faleceu num exercício que realizava dentro da unidade militar onde cumpria o seu dever de participar no Dia da Defesa Nacional?
As autoridades podem alegar que foi um acidente, mas para nós, há acidentes que são intoleráveis e que nunca podem ocorrer!
Não são realizadas inspecções periódicas aos equipamentos onde são realizados os exercícios militares? Existem testes de segurança? Será que  são devidamente cumpridas as normas de seguança?
Para além do mais, tratando-se de jovens civis, maior deveria ser a preocupação com a segurança destes mesmos jovens.

Invocar e apelar à participação dos jovens do sexo masculino e feminino no Dia da Defesa Nacional, sob o pretexto da Bandeira Nacional e da defesa dos valores  da Pátria e da Soberania da Nação Portuguesa, pressupõe que, antes de mais, seja prestada a devida atenção à Defesa da Vida dos próprios jovens que são chamados a participar no referido Dia.

O Dia da Defesa Nacional é obrigatório para todos os jovens que completam 18 anos.
Dia da Defesa Nacional manchado por sangue de uma jovem que perde a vida de uma forma tão brutal, carece que responsáveis militares e políticos se cheguem à frente e assumam responsabilidades publicamente. É uma obrigação para com todos os portugueses, a de ter a coragem de assumir a culpa perante tão grave negligência.
Há erros e acidentes que não se perdoam e não podem acontecer nunca!
Apresentamos as sentidas condolências à família da Ana Rita.
Fontes:
Duarte Guimarães
Enviar um comentário