Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

terça-feira, 26 de abril de 2011

FMI quer Subsídio de Natal e Subsídio de Férias pago em Títulos do Tesouro, como Certificados de Aforro

Fundo Monetário Internacional (FMI) e Comissão Europeia admitem endurecer as medidas de austeridade e admitem avançar com medidas mais duras do que o previsto inicialmente:
- Funcionários Públicos poderão não receber o Subsídio de Natal em moeda (dinheiro vivo), mas sim em Títulos do Tesouro, como Certificados de Aforro;
- Funcionários Públicos também poderão receber o Subsídio de Férias em Títulos do Tesouro, como Certificados de Aforro.
Segundo notícia avançada hoje em economico.sapo.pt "Os técnicos da ‘troika’ consideram que as medidas de consolidação do PEC IV estão mal avaliadas e exigem mais austeridade."(...)
"O impacto das medidas de austeridade previstas no PEC IV foi sobrestimado pelo Governo. Esta é a conclusão a que chegaram os técnicos da ‘troika' que estão em Portugal a avaliar as contas do País para depois negociar um pacote de ajuda. E perante os buracos encontrados, o Diário Económico sabe que o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Comissão Europeia admitem avançar com medidas mais duras do que o inicialmente previsto estando já em cima da mesa a necessidade de o pagamento dos subsídios de férias e de Natal dos funcionários públicos passar a ser feito em títulos do Tesouro"

FMI quer subsídio de Natal pago em títulos do Tesouro (DE)
Fonte: economico.sapo.pt
José Luís Magalhães
Enviar um comentário