Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

quarta-feira, 9 de março de 2011

No início do 2º Mandato Presidencial, Juros da Dívida Pública Portuguesa batem record vs Ajuda Internacional

Na manhã de hoje, curiosamente no dia em que em que Cavaco Silva toma posse para o Segundo Mandato Presidencial, os Juros da Dívida Pública Portuguesa atingiram o máximo de sempre no mercado secundário, cotando nos 7,8%.
Apesar de o Primeiro Ministro ter dito nos últimos dias que Portugal não precisa de ajuda externa porque tal significaria um sinal de perda de credibilidade e seria negativo para a imagem do País no exterior, o que é certo pórem, é que essa ajuda externa parece cada vez mais necessária e evidente, pelo menos para acalmar o mercado.
Esperamos para ver. A subida dos juros da dívida não dá sinais de abrandar e a ajuda internacional poderá ser accionada em breve. No entanto, Sócrates não desarma, já que a ajuda externa seria um sinal de derrota para o seu Governo.
A geração futura que agora anda "à rasca", há-de pagar a dívida galopante...

No dia em que Cavaco Silva toma posse para o Segundo Mandato Presidencial, o mesmo referiu que os Jovens são a esperança de Portugal. Bonitas palavras sem dúvida, mas no entanto registamos que a conjuntura diz o contrário, ou seja,  o Estado Português não tem investido o suficiente nesses mesmos jovens que serão o futuro de Portugal.
José Luís Magalhães

Enviar um comentário