Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Problema Europeu é "Sistémico" vs Vocabulário Económico/Político de Sócrates está mais rico

Registámos que Sócrates nas suas intervenções públicas proferiu hoje uma determinada palavra pela primeira vez, pelo menos que tenhamos conhecimento.
Para explicar a situação de crise económica/financeira e social actual, bem como toda a miséria e míngua que grassa pelo País, Sócrates vem talvez de uma forma camuflada anunciar e justificar a adopção de novas medidas de austeridadde, ou de um reforço das  já existentes. Para legitimar uma eventual intervenção a este nível, são atiradas culpas para cima da Europa e da Moeda "Euro", talvez para justificar  a  dura realidade de crise económica/financeira e social em que o País mergulhou.

No referido contexto, registámos que nas declarações de Sócrates foi proferida uma palavra nova, pelo menos que tenhamos conhecimento, o que obviamente saudamos e aplaudimos.
Uma palavra que enriquece todo um vasto reportório e um vocabulário económico/político construído arduamente ao longo de duros anos de luta e de labuta em prol da Pátria.
Uma melodiosa palavra de esperança que poderá justificar e legitimar todas as acções restritivas e anti-populares a adoptar no futuro próximo. Afinal parece que a culpa é da Europa e do "Euro"...!?

Segundo palavras de Sócrates:
- O problema é Europeu e é um Problema Sistémico!
Bravo! Já agora vamos ao dicionário procurar saber o que significa a palavra "sistémico", Boa?!
Ora bem, segundo o Dicionário "Infópedia" da Porto Editora, a palavra sistémico significa:

adjetivo
1.pertencente ou relativo a um sistema na sua totalidade
2.MEDICINA que afeta todo o organismo, generalizado
ACORDO ORTOGRÁFICO grafia dupla: sistêmico
Para terminar, fica uma questão no ar: Se a culpa da nossa crise resulta do problema sistémico da Europa que dizer dos números da "Dívida Pública Portuguesa" nos últimos 6 anos? Também são culpa do problema sistémico da Europa e do Euro?

Filipa Bragança
Enviar um comentário