Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

sábado, 3 de dezembro de 2016

Tesouros e Riquezas de Portugal são Património Imaterial da Humanidade - UNESCO Classificação - Falcoaria Portuguesa, Barro Preto de Bisalhães, Arte Chocalheira em Portugal, Cante Alentejano, Dieta Mediterrânica, Fado

Seis Riquezas e Tesouros Nacionais são Património Imaterial da UNESCO

Cultura, Artes e Património Imaterial Nacional são distinguidos pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) e passam a integrar o restrito lote de riquezas que constituem o "Património Imaterial da Humanidade".

2016 está a ser um ano de ouro para o Desporto Nacional, mas também para as riquezas portuguesas que constituem o Património Imaterial Português e ao mesmo tempo da Humanidade. Ao todo Portugal já conta com 6 "tesouros" que constituem Património Imaterial da Humanidade, tendo as duas mais recentes conquistas sido alcançadas em 29 de novembro de 2016 e em 1 de dezembro de 2016, respetivamente nos domínios do "Barro preto de Bisalhães" e na "Falcoaria Portuguesa".
Publicação THE BEST relacionada: http://thebests2010.blogspot.pt/2016/08/entrada-galeria-herois-do-desporto.html

No plano internacional, António Guterres foi recentemente eleito para o Cargo mais elevado das Nações Unidas, sendo agora o Novo Secretário Geral da ONU.
Publicação THE BEST relacionada: http://thebests2010.blogspot.pt/search?q=Ant%C3%B3nio+Guterres+ONU

Também na Restauração e Gastronomia Portuguesa, 2016 é o ano mais forte de sempre em distinções, com a conquista por mais nove Restaurantes Portugueses que foram há poucos dias distinguidos com "Estrelas Michelin", passando agora Portugal a ter um total de 21 restaurantes que já alcançaram tão grandioso estatuto.
Segundo publicação de dn.pt, ""É um ano histórico para a restauração e gastronomia portuguesa. Parabéns a todos", disse durante a apresentação, a diretora comercial da Michelin, Mayté Carreño, em português." (...)
Referência: http://www.dn.pt/sociedade/interior/sete-novos-restaurantes-com-1-estrela-e-dois-com-duas-estrelas-5514836.html

Nas artes e cultura, é de registar que 2016 trouxe ainda em definitivo a salvação da Obra composta por 84 Quadros e uma escultura de "Joan Miró" que quase foram leiloadas em Londres pela Christie's, mas que felizmente foram salvas no limite e agora para gáudio de todos (ou de quase todos) os Portugueses, esta Coleção encontra-se em exposição na Cidade do Porto, na Casa de Serralves.

Um bem haja para todos aqueles que em cada uma das áreas classificadas com distinção pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade, apresentaram a respetiva candidatura e viram reconhecida a grandeza ímpar de cada uma das riquezas nacionais que são dignas de tão nobre distinção.

É o Património Nacional que sendo valorizado fica mais rico, são as gentes locais e também todos aqueles que se identificam com o património distinguido que sentem a gratidão e também um maior orgulho e reconhecimento, é o Turismo Nacional e a Economia Portuguesa que também muito beneficiam. 

Tal como disse o Presidente da Câmara Municipal de Serpa em finais de novembro de 2014, de acordo com notícia publicada em observador.pt, a propósito da aprovação da candidatura do "Cante Alentejano", "ao objetivo de salvaguardar e transmitir o cante, é preciso também começar a pensar em tornar este ativo cultural num ativo económico, para ajudar a sustentabilidade do cante e para ajudar a nossa região (...)".

1 de dezembro de 2016
FALCOARIA PORTUGUESA é classificada como Património Imaterial da Humanidade
Fotografia de Falcoaria Real
Falcoaria Real - Salvaterra de Magos
Ref.ª:
Segundo publicação de expresso.sapo.pt, a candidatura foi apresentada à UNESCO em 2015, pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos no distrito de Santarém, em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERT-AR), a Universidade de 
Évora e a Associação Portuguesa de Falcoaria. 
Para além de Portugal, existem mais treze países onde a prática da "Falcoaria" é considerada Património Imaterial da Humanidade.
Ainda segundo a mesma fonte, a Falcoaria resulta de "uma das mas antigas relações entre o homem e a ave, com mais de 4000 anos.
Foi a prática da Falcoaria que levou a família real portuguesa a passar longos períodos no Concelho de Salvaterra de Magos, zona privilegiada para a caça, tendo, no séc XVIII, D. José I mandado construir a Falcoaria Real que se tornou em local de encontro de falcoeiros oriundos de vários pontos da Europa."  (...)
Fotografia de Falcoaria Real
Falcoaria Real - Salvaterra de Magos

29 de novembro2016
BARRO PRETO DE BISALHÃES é Património Imaterial da Humanidade
Olaria negra reconhecida pela UNESCO
Segundo publicação de dn.pt, "o processo de fabrico do barro preto de Bisalhães, em Vila Real, foi hoje inscrito na lista de património imaterial que necessita de salvaguarda urgente da UNESCO, anunciou fonte do Município. (...)
A Câmara de Vilarreal avançou com a Candidatura do processo de fabrico do barro negro de Bisalhães à lista do Património cultural imaterial que necessita de salvaguarda urgente, precisamente por esta ser uma atividade em vias de extinção. (...)
A inscrição na lista da UNESCO, vai ainda "motivar a implementação de um plano de salvaguarda que o município de Vila Real idealizou, que vai desde  a formação de oleiros, passando pela certificação do processo e até ao incentivo do surgimento de novas utilizações e designs para este material único"(...).

1 de dezembro de 2015
ARTE CHOCALHEIRA EM PORTUGAL é Património Imaterial da Humanidade
Chocalhos alentejanos
                                     Chocalhos Alentejanos
Segundo notícia publicada em tvi24.iol.pt, um ano depois de ser classificado como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO, "o fabrico de chocalhos em Portugal, cuja capital é a vila de "Alcaçovas", no Alentejo, aguarda financiamento para concretizar um projeto de salvaguarda. (...)
A candidatura de Portugal sobre este ofício tradicional, em risco de extinção, foi liderada pela ERT-AR, em colaboração com a Câmara de Viana do Alentejo e a Junta de Freguesia de Alcaçovas no distrito de Évora.
Segundo Ceia da Silva, o projeto da ERT-AR sobre o fabrico de chocalhos foi candidato ao programa operacional regional Alentejo 2020 e visa "executar o plano de salvaguarda e gestão" aprovados pela UNESCO, para garantir a sobrevivência desta arte. (...)
O projeto (...) passa por "conseguir que haja jovens a aprender a arte chocalheira e criar dinâmicas económicas" associadas ao fabrico de chocalhos, que possam criar emprego e inovação.(...)"

27 de novembro de 2014 
CANTE ALENTEJANO é Património Imaterial da Humanidade
cante alentejano unesco
Segundo notícia divulgada em e-cultura.sapo.pt, "a candidatura do Cante Alentejano a Património Cultural Imaterial da Humanidade, parte do envolvimento das comunidades, dos grupos e dos indivíduos na salvaguarda do seu próprio património cultural imaterial. A Confraria do Cante Alentejano é entidade promotora da candidatura à qual se associaram a Casa do Alentejo e a Associação MODA, como copromotoras, tendo ainda o apoio do INAlentejo e o patrocínio da Câmara Municipal de Serpa e do Turismo do Alentejo, E.R.T. recebeu igualmente o apoio de numerosas autarquias  e dos grupos corais mais representativos".
                                                 Serpa - 04-02-2012
                                      Portel - "Eu ouvi o passarinho"

Curiosidades - Algumas Riquezas do Alentejo
                           Porto Covo - Praça Marquês de Pombal

Porto Covo - Praia Grande
Resultado de imagem para planicie alentejana
                                                     Planície Alentejana
Referência: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=3901
                                      Barragem do Alqueva - Vista de Monsaraz
                    Évora -  (Séc. I d.c) Templo romano de Évora - Templo de Diana


4 de dezembro de 2013
DIETA MEDITERRÂNICA é Património Imaterial da Humanidade
Segundo notícia publicada em dn.pt, "Portugal tem Tavira como a sua comunidade representativa que assegurou o processo técnico de candidatura ao longo de dois anos e meio. Mas a Candidatura é transnacional e subscrita por sete Estados com culturas mediterrânicas: Portugal, Chipre, Croácia, Grécia, Espanha, Itália e Marrocos. Os últimos quatro já tinham visto uma primeira candidatura aprovada em 2010.
A dieta mediterrânica surgiu há muitos séculos, resultado da geografia, do clima, da flora e da fauna típica da região. Apesar de Portugal não ser banhado pelo Mediterrâneo, partilha muitos destes traços e a alimentação tradicional tem as mesmas características.
Por outro lado, as trocas comerciais e culturais entre os povos de ambas as margens ajudaram a difundir por toda a bacia as culturas, festividades e tradições, e os hábitos alimentares, como o uso do azeite, o consumo abundante de cereais, legumes e frutas e a presença de vinho tinto a acompanhar as refeições. (...)"

27 de novembro de 2011 
FADO é Património Imaterial da Humanidade 
Segundo notícia publicada em expresso.sapo.pt, "o antigo presidente da Câmara de Lisboa Pedro Santana Lopes lançou a ideia de candidatar o fado a Património Imaterial da Humanidade e escolheu os fadistas Mariza e Carlos do Carmo para embaixadores da candidatura.
A candidatura foi aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal de Lisboa no dia 2 de maio de 2010 e apresentada publicamente na Assembleia Municipal, no dia 2 de junho, tendo sido aclamada por todas as bancadas partidárias. (...)"
FADO Portugal - Património Imaterial da Humanidade
Publicações THE BEST relacionadas: 
Enviar um comentário