Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

domingo, 29 de novembro de 2015

Caricato - Vitória Histórica do Sporting sobre o Lokomotiv de Moscovo, constitui um problema para o treinados Jorge Jesus!

Visão de Jorge Jesus sobre a participação do seu Clube, Sporting Clube de Portugal, nas competições da UEFA
Caricato - Parece piada, mas para o treinador Jorge Jesus, vencer pode ser um problema! 
O Sporting Clube de Portugal obteve na semana que agora termina (dia 26 de Novembro), uma vitória histórica na Rússia em jogo contra o Lokomotiv de Moscovo a contar para a Liga Europa, mas para Jorge Jesus, "esta vitória trouxe-nos um problema!"

Perante uma vitória histórica em que o Treinador do Sporting se deveria congratular e dar os parabéns aos seus atletas, limita-se à lacónica frase, "esta vitória trouxe-nos um problema!"
A vitória histórica obtida pode abrir a possibilidade de o Sporting se poder qualificar e seguir em frente na Liga Europa, o que estranhamente constitui para o treinador um problema. Perante este desabafo do treinador, percebemos que após a não qualificação do Sporting para a "Champions" (Liga dos Campeões) e consequente entrada na Liga Europa, Jorge Jesus contava também com a eliminação prematura do Sporting na Prova. 


Presentemente os grande clubes europeus (Real Madrid, Barcelona, Manchester United, Arsenal, Chelsea, Bayern Munique, Benfica, Sporting, FC Porto, Paris Saint Germain, etc), não são apenas coletividades ou clubes como no passado, mas são sim Grandes Empresas - Sociedades Anónimas Desportivas que, para além dos resultados desportivos exigidos pelos sócios e adeptos, visam sobretudo alcançar o lucro como forma de remunerar devidamente os seus investidores e acionistas! 
As competições europeias (Champions - Liga dos Campeões e Liga Europa), são as que maior retorno trazem aos Clubes/Sociedades Anónimas Desportivas, através do rendimento obtido pelas receitas de bilheteira, direitos televisivos, recebimento dos prémios da UEFA pela participação nas competições e prémios pelas vitórias alcançadas, valorização de jogadores na "montra" do Futebol Europeu, celebração de contratos publicitários milionários que apenas são possíveis pela participação nas grande competições europeias. Perante esta realidade, se Jorge Jesus não valoriza devidamente a participação do seu cube nas Competições Europeias, só podemos concluir que Jorge Jesus não é treinador para a Europa, mas sim apenas para as competições internas, ou seja, não tem perfil para treinar uma grande SAD da Europa, mas sim um clube que tem como objetivo prioritário ou até como objetivo único, vencer as competições internas (Taça de Portugal, Campeonato Nacional e Super Taça), desprezando a maior das fontes de rendimento dos clubes na atualidade.
Enviar um comentário