Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

domingo, 18 de janeiro de 2015

PAVOR NO VATICANO...!!! Será possivel poder ser Verdade???

Como recebi, publico na esperança que possa ser só uma gracinha de mau gosto. No entanto, quando se fala na máfia que povoa o Vaticano, tudo é possível, menos algo de bom!!
 Fica ao critério de cada um acreditar ou não.
“ Agora vem à luz que o Papa João Paulo I foi assassinado com veneno e que iriam fazer o mesmo com o Papa Bento XVI, pelo que este renunciou, e confidenciou os factos ao Papa Francisco.
A conservadora "máfia" vaticana tentará bloquear as mudanças que o Papa Francisco quer fazer. Oxalá, ele consiga realizá-los! A situação atual não é melhor do que a de, quando reinava o Papa Rodrigo Borgia, aliás, Alexandre VI. Há muitos interesses e segundo os comentários que circulam entre a comunidade de inteligência em Roma, na Itália, indicam que sectores radicais conservadores da Igreja Católica Romana já há muito fazem duras críticas e ataques ferozes contra o Papa Francisco, através dos meios de comunicação, sites webs e redes sociais, contra a sua atitude reformista. Entre os argumentos de ataque dos radicais conservadores católicos, estão:

  1. O Papa Francisco rompeu com a tradição e violou o rito vaticano ao realizar o lava-pés da Quinta-feira Santa fora dos muros vaticanais, na prisão dos menores "Casa de mármore", em Roma, incluindo dois muçulmanos e duas mulheres não católicas. Este é um facto inédito na história e tradição dos rígidos rituais da Igreja Romana. O ritualismo vaticanal da Igreja Romana sempre, por séculos, desde a sua fundação, marginalizou e nunca teve em conta nesses rituais as mulheres e os não católicos. Os conservadores e em particular os membros da Opus Dei olham com horror o "sacrilégio" do sorridente Papa Francisco, a quem chamavam ironicamente de "Papa Adulador", expressão depreciativa que se refere a alguém que sorri sempre e se dá bem com todo mundo.
  2. A negativa do Papa Francisco em morar no apartamento papal no palácio do Vaticano, decidindo, para a sua segurança pessoal, morar na residência Santa Marta, o hotel de gerido por freiras e onde há muitas pessoas, evita o isolamento que rodeava os Papas anteriores, que sempre moraram naquele palácio e defende-o de quaisquer tentativas de homicídio. O Papa Francisco quer estar ciente do que acontece ao seu redor e fora dos muros vaticanais, pois no apartamento papal estaria guardado e vigiado, controlado e mediatizado e, o mais essencial desinformado e à mercê das "hienas vaticanas" que desde a sua eleição planeiam assassiná-lo.
  3. No encontro de almoço com Bento XVI no Castelo Gandolfo, este confiou ao Papa Francisco, que uma das causas que influenciaram a sua renúncia, foram as ameaças que recebeu e o receio de ser envenenado, pois já haviam tomado a decisão de matá-lo. Assim e numa jogada para neutralizar esse atentado contra a sua vida, Bento XVI tornou pública a sua renúncia com a qual desarmou a tentativa do crime. (ao contrário do que aconteceu com João Paulo I).
  4. O alto poder fixado na cúpula vaticana está totalmente oposto aos planos do Papa Francisco de reformar, eliminar, modificar a pompa, o ritualismo e o luxo e ostentação da Igreja Católica Romana. (Francisco tem um desejo e pensamento secreto e que consiste em permitir que a mulher possa ter acesso ao sacerdócio católico, o que teria um efeito tipo terramoto no meio dos conservadores católicos, em particular os da Opus Dei).
  5. A Cúria Romana e os grupos de poder (Opus Dei em particular) repudiam que o Papa Francisco tenha feito um chamado público à Igreja Católica ao estreitar o diálogo e as relações com o Islã. Acusam-no de ser um relativista teológico.
  6. O Papa Francisco marginalizou os mais altos cargos vaticanos no ato e na cerimónia do lava-pés da Quinta-Feira Santa, pelo que estes acusam-no de ignorar as regras e normas da Igreja Católica Romana, já que, como Papa, está atuando sem consultar, nem consultar ninguém, para fazer exceções sobre a forma como lida com as regras eclesiásticas.
  7. A organização Opus Dei (a tradução literal é "Obra de Deus", mas verdadeiramente é uma “Obra do Diabo”) proibiu em todas as suas livrarias a venda do primeiro livro sobre o novo Papa Francisco.
  8. A Promotoria Romana Anticorrupção confiscou centenas de caixas de documentos que comprometem e vinculam as finanças vaticanas e importantes suas personagens, com a "máfia" italiana, incluindo gigantescas operações de lavagem de capitais e desvio de fundos vaticanais num complicado mecanismo para fazer desaparecer dinheiro sujo. Este escândalo será o "Sansão" que derrubará as colunas que sustentam a Capela Sistina e todos os edifícios da pomposa e luxuosa estrutura vaticana.
  9. Tanto a Opus Dei, como importantes e influentes sectores bancários, económicos, e também mafiosos internacionais, aliados aos Cardeais que formam o poder corrupto e sujo no Vaticano, sentem-se em iminente perigo pelo confisco daquelas caixas de documentos, muitíssimo comprometedores para com todos eles e agora nas mãos da Promotoria Romana Anticorrupção, que responde direta e unicamente ao Papa Francisco, o qual pretende limpar, sanear e controlar as finanças vaticanas, bem como todos os negócios e investimentos mafiosos.
  10. Outra das situações que deixaram extremamente enojados e furiosos estes grupos que sempre foram o poder por detrás do poder, é que o Papa Francisco não está de acordo em que delinquentes com batina vivam no território do Vaticano, refugiados, escondidos, evadidos e livres de enfrentarem as leis criminais terrenas. Para já, enviou instruções para que todos os que tenham contas pendentes com processos ou acusações penais, saiam do solo Vaticano, já que no seu pontificado, o Vaticano não será santuário de criminosos foragidos. Imaginamos o que vem! Deus o proteja dos lobos que em grande número já começam a rodeá-lo para caçá-lo.
É muito importante reenviar esta mensagem à maior quantidade de contatos e que as pessoas saibam e se inteirem, de que TEMOS UM PAPA QUE IMPÕE A SUA AUTORIDADE!  Vamos ajudá-lo e apoiá-lo, partilhando esta mensagem para que todos saibam o que se está a passar".

Recebido via correio electrónico. – Autor desconhecido
JMP
Enviar um comentário