Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

“Portugal está a ser assassinado, como muitos países do terceiro mundo já foram”


Em noticia publicada a 24 Set 2012, no Jornal i, por Sara Sanz Pinto, John Perkins, autor de livros como “Confissões de um Assassino Econômico”, “Secret History of the American Empire”, “Hoodwinked”, entre outros, afirma que Portugal "está a ser saqueado por barões ladrões, tal como os EUA e grande parte do mundo foi roubado".

Mais uma vez surge este senhor com afirmações e acusações, MUITO GRAVES e muito bem dirigidas!!!!

Já em Agosto de 2011, o THEBESTS publicou um artigo intitulado “Confissões de John Perkins!!! Verdade ou Mentira?” onde, embora demonstrasse a sua estupefação pela possibilidade de poder existir alguma verdade em tudo aquilo que  John Perkins afirma e divulga, queria acreditar que tudo não passaria de ilusões de alguém que pudesse querer protagonismo!!!!

No entanto, e após tudo aquilo que tem vindo a acontecer no Mundo, tudo aquilo que aconteceu no caso Wikileaks, todas as perseguições protagonizadas pelo governo, exercito e agencia americanas por esse mundo fora, cada vez mais teremos que acreditar que, neste momento, não nos admiraria muito que tudo o que John Perkins tem afirmado e continua a afirmar, se baseasse numa Realidade Tão Nua, Tão Crua, que de TÃO SUJA, as pessoas julguem preferível continuar a mante-la no anonimato!!!! Mas até quando????? 
Como será, se as pessoas se vierem a aperceber de que tudo o que este senhor afirma é Verdade???  Como será que irão reagir?? Quem serão os 1ºs a quem o Povo irá pedir responsabilidades??? Será que, nessa altura, ainda haverá condições para exigir responsabilidades a alguém?? 
Em alguns pontos estamos, completamente, em consonância com aquilo que John Perkins afirma: 
  • Portugal está a ser saqueado por barões ladrões, de há muito a anos a esta parte 
  • As pessoas de todo o mundo, têm de se revoltar contra os interesses de muitas das Multinacionais espalhadas por esse mundo fora. E esta revolução não exige violência armada, como as revoluções anteriores, porque não se está a lutar contra os governos mas contra as empresas. Precisamos de entender que são muito dependentes de nós, são vulneráveis, e apenas existem e prosperam porque nós lhes compramos os seus produtos e serviços. Assim, quando nos manifestamos contra elas, quando as boicotamos, quando nos recusamos a comprar os seus produtos e enviamos emails a exigir-lhes que mudem e se tornem mais responsáveis em termos sociais e ambientais, isso tem um enorme impacto. E podemos mudar o mundo com estas atitudes e de uma forma relativamente pacífica. 
Como conclusão, e isto tudo a ser verdade, apenas se poderia concluir que, todos os ditos governantes deste Portugal, pós 25 de Abril (alguns é do conhecimento publico que o são), não passariam de autênticos Crápulas, Antipatriotas e, pior de tudo, AUTÊNTICOS TRAIDORES da Pátria!!! O que seria Muito, mas mesmo Muito Grave!!!!  

José António Vilaverde

Enviar um comentário