Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Apesar do acentuado aumento de impostos em 2012, sobretudo do IVA, a receita fiscal caiu 3,1% no 1º Semestre de 2012 e irá cair ainda mais no 2º Semestre!

Política Económica e Fiscal de Tótós: Apesar do forte aumento de impostos em 2012, sobretudo do IVA, a receita fiscal caiu 3,1% nos primeiros seis meses de 2012, face a período homólogo de 2011!

Ao contrário da expetativa otimista do Governo de coligação PSD / CDS que acreditam numa melhoria da receita fiscal no 2º semestre de 2012, infelizmente temos a dizer que no segundo semestre a queda da receita fiscal poderá ir muito além dos 3,1%!!
E porquê perguntam os caros leitores?

Muito simples a resposta: Só os Tótós não percebem ou fingem que não percebem! Não nos podemos esquecer que a queda de poder de compra de funcionários públicos e pensionistas em 2012 (corte dos Subsídios de Férias e de Natal) , ronda os 2 mil milhões de euros! Quer isto dizer que numa economia frágil, com um tecido empresarial muito específico como é o nosso, assente  sobretudo no pequeno empresário, na micro empresa e na pequena empresa, a queda de 2 000 000 0000 de euros no poder de compra dos portugueses, terá um maior impacto na economia nacional e consequentemente nas quedas da receita fiscal, sobretudo no segundo semestre de 2012!

A agravar a situação, a queda do poder de compra acentua a falência de empresas e aumenta o desemprego, o que também contribui para a queda da receita fiscal!

Conclusão: demasiados sacrifícios exigidos aos portugueses e a meta défice vai ficar muito longe do previsto! Os cortes não deverão incidir sobre os salários dos trabalhadores, sejam eles do Setor Público ou do Privado, mas deverão incidir por exemplo sobre as rendas excessivas pagas pelo Estado, sobre as Parcerias Público privadas e sobre as subvenções atribuídas aos partidos políticos. Também podem tratar de renegociar a taxa de juro acordada com a Troika!

Lembramos que o Governo tem como meta um déficite de 4,1% do valor do PIB em 2012, o que de acordo com a estratégia seguida será impossível de alcançar, a não ser que o PIB Nacional também caia abrutamente! 
Fonte: http://economico.sapo.pt/noticias/receitas-fiscais-cairam-31-ate-junho_148915.html

Publicação THE BESTS relacionada: Estocada Final na Debilitada Economia Portuguesa
Enviar um comentário