Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

terça-feira, 8 de maio de 2012

Implosão da Economia Nacional em Marcha: Trezentas e Seis Novas Famílias Portuguesas entram todos os dias em Incumprimento no pagamento dos empréstimos contraídos

Implosão da Economia Nacional em Marcha: Actualização em 8 de Maio de 2012
Esmagamento do poder de compra das famílias portuguesas, decorrente da aplicação de uma austeridade extrema, está a sufocar milhares de famílias! Crédito mal parado dispara e 15,3% dos portugueses com crédito contraído estão já em atraso, curiosamente uma taxa que é igual à taxa de desemprego do primeiro trimestre de 2012!
De acordo com dados do Banco de Portugal, são já 699.129 as pessoas com prestações de créditos em atraso.

Segundo noticia publicada em agenciafinanceira.iol.pt; todos os dias 306 novas famílias portuguesas entram em incumprimento no pagamento dos seus empréstimos. Só no crédito à habitação, todos os dias são mais 97 famílias que entram em incumprimento!

Transcrevemos excerto da notícia publicada em agenciafinanceira.iol.pt:
"A crise tem batido à porta de cada vez mais portugueses, que deixam de conseguir pagar as suas dívidas à banca. De acordo com os últimos dados do Banco de Portugal, são já 699.129 as pessoas com prestações de créditos em atraso.
A situação não é nova, mas está a agravar-se. Durante o primeiro trimestre, 27.800 famílias juntaram-se à lista do malparado, um aumento de 4,1% face a dezembro, o que significa que, todos os dias, há 306 novos nomes a entrar em incumprimento.

Só no crédito à habitação, aquele que os portugueses deixam de pagar só mesmo em última instância, 8.841 pessoas entraram em incumprimento nos primeiros três meses de 2012, ou seja, 97 casos por dia. Em 2011 foram apenas 34. No total, no fim de março, havia já quase 150 mil famílias com prestações em atraso no crédito à habitação.

Já no crédito ao consumo, eram 374 mil as famílias com prestações atrasadas, mais 25 mil em apenas três meses e 275 novos casos de malparado por dia.

De acordo com a Central de Responsabilidade de Crédito, do Banco de Portugal, 15,3% dos portugueses com créditos contraídos estão já em atraso. (...)"

Enviar um comentário