Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Ministério da Educação Anunciou a Extinção das Direções Regionais de Educação (DRE)

Ministério da Educação declara o fim das Direções Regionais de Educação
Segundo notícia divulgada em noticias.sapo.pt, "o Ministério da Educação anunciou a extinção das direções regionais de Educação (DRE) e a sua substituição por "estruturas simplificadas", tomando hoje posse novos dirigentes interinos até final de 2012, quando a transição deverá estar completa.

Transcrevemos  a restante notícia publicada em noticias.sapo.pt:
"Segundo um comunicado do Ministério da Educação e Ciência, a medida insere-se no “processo de reestruturação e simplificação administrativa” deste ministério, do qual consta a extinção das Direções Regionais de Educação (DRE) e a sua “substituição por estruturas simplificadas”.

“Esta medida tem como principais objetivos facilitar a comunicação direta entre as escolas e o Ministério da Educação e Ciência, aumentar progressivamente a autonomia das escolas e reduzir os custos da administração pública, diminuindo o número de direções superiores”, lê-se no comunicado.

O Ministério liderado por Nuno Crato acredita que esta medida resultará igualmente no “regresso de muitos professores às escolas”. Os novos responsáveis interinos, que hoje tomam posse, irão “garantir o normal funcionamento destas estruturas até que o processo esteja finalizado (...)
“Os novos dirigentes interinos entram em funções na sequência do pedido de exoneração dos antigos diretores, comunicado à tutela na primeira reunião entre estes e o Ministério da Educação e Ciência, e de acordo com o processo de renovação previsto na lei”, prossegue o documento.”
Fonte: noticias.sapo.pt - LUSA

Ora aqui está uma medida que THE BESTS saúda, já que, para além de aligeirar uma estrutura pesada e muito dispendiosa para o Ministério da Educação, em princípio, irá no sentido de promover uma maior autonomia das escolas (pelo menos assim esperamos).
Enviar um comentário