Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

domingo, 31 de julho de 2011

BPN foi Comprado pelo Banco BIC vs Venda do BPN deu Lucro ou Prejuízo ao Estado Português?

Reprivatização do BPN foi bom ou mau negócio?
BIC  (Banco Internacional de Crédito) é o novo dono do BPN.
Venda do BPN deu lucro ou prejuízo aos contribuintes Portugueses?
A Venda do BPN foi uma catástrofe para as Finanças Portuguesas?
Recordamos que o Banco BIC Portugal é a primeira Instituição financeira Portuguesa com capitais maioritariamente Angolanos. Iniciou a actividade em Portugal em 8 de Maio de 2008 com um Capital Social de 17,5 milhões de euros. Mira Amaral é o Presidente  e os maiores accionistas são Américo Amorim com 25% do capital e a Sociedade de Participações Financeiras (SPF), da empresária angolana Isabel dos Santos, filha do Presidente José Eduardo dos Santos, também com 25%.

Segundo directriz da Troika, hoje era o último dia para o Estado encontrar uma solução para o banco BPN que teve de ser nacionalizado em 2008, de modo a evitar na altura a falência do banco. Essa nacionalização custou 2,4 mil milhões de euros ao Estado Português.
 O Banco Angolano BIC pagará 40 milhões de euros pelo banco BPN (Banco Português de Negócios).

Transcrevemos excerto da notícia publicada em economico.sapo.pt.
"O Governo seleccionou a proposta do BIC no processo para a compra do BPN. O banco angolano deverá pagar 40 milhões de euros pelo BPN. "A proposta de aquisição de 100% das acções do BPN pelo Banco BIC é de 40 milhões de euros", referem as Finanças em comunicado. No entanto, caso o banco apresente resultados positivos superiores a 60 milhões de euros ao final de cinco anos, será pago ao Estado "uma percentagem de 20% sobre o respectivo excedente, a título de acréscimo de preço."

Comentário THE BESTS
Vamos analisar se este negócio terá sido bom para os contribuintes Portugueses!? Ena ena, já esfregamos as mãozinhas de contentes! :-) Talvez desta vez o negócio tenha sido bom para os contribuintes Portugueses. Ora vejamos:

a) O BPN fez parte de um Grupo maior chamado SLN (Sociedade Lusa de Negócios). No mês de Setembro do ano 2008, altura em que o BPN foi nacionalizado (caso não fosse iria à falência), o Estado Português, ou seja, os contribuintes portugueses, pagaram 2,4 mil milhões de euros para recuperar uma treta de um banco falido, fruto da bosta de administradores e outros usurpadores corruptos que mamaram até ao tutano, até que o BPN caiu de podre que nem uma puta de classe rasca, devassa, abusada e moribunda. Contudo, o Grupo SLN ficou de fora.

b) 1ª Incongruência desta treta de negócio: O Grupo SLN, (por outras palavras, a carninha do lombo) que estava em boa saúde financeira, ficou de fora da nacionalização. Sim porque essa parte convinha salvaguardar  para servir de Banquete aos Gordos Grupos e interesses económicos. Contudo, a puta explorada, definhada e moribunda que usaram, violaram, descartaram  e chuparam até ao tutano, fica para o Zé Povinho. E o coitado do Zé lá leva com o que resta da puta faminta que quer desesperadamente mamar 2,4 milhões de euros. O Zé povinho paga ou a desgraçada prostituta, antro de deboche, de perdição e de alucinação, morre. 
O povo paga e a puta sobrevive. O Gordo SLN passa incólume neste desastre há muito esperado.
Um representante do Governo de José Sócrates da altura, mais concretamente  o Ministro das Finanças Teixeira dos Santos, em entrevista à TSV em 20 de Novembro de 2009, tranquilizou o povo dizendo que o BPN era nacionalizado para não falir, mas entretanto seria reprivatizado (vendido). Nessa entrevista Teixeira do Santos afirmou que o dinheiro emprestado pela CGD ao BPN seria recuperado mais tarde e que a reprivatização do BPN poderia ter custos para o Estado português. EH eh eh... cambada de idiotas.. ri-me eu na altura...

c) Com a chegada da Troika, uma das medidas impostas foi voltar a vender a escanzelada ao privado. Muito bem. Vamos a Leilão ó pessoal: Quanto vale a puta "virgem"? Quem dá mais? 
Dia 31 de Julho foi o prazo imposto pela Troika para a nacionalização da rameira. Candidatos há, o que é bom sinal. Vamos abrir as propostas: 
Fantástico! Vence a proposta  de compra da ranhosa bexigosa e escanzelada por 40 milhões de euros!!!!!
40 milhões de euros foi o valor da venda do Banco BPN, cuja nacionalização ao Estado Português custou em 2008, 2,4 mil milhões de euros, ou seja, aos contribuintes portugueses!
d) Afinal a Nacionalização do BPN, seguida de venda (privatização) deu lucro ao Estado Português ou prejuízo?
Resposta:
Preço de compra do BPN pelo Estado Português (nacionalização)= € 2 400 000 000

Preço de venda ao Banco BIC = 40 000 000
Prejuízo para os Contribuntes Portugueses = € 2 360 000 000

Conclusão: O negócio de compra e venda do BPN custou aos contribuintes portugueses 2,36 mil milhões de euros! Para além disso, o Estado Português ainda vai suportar custos com eventuais despedimentos.

E afinal qual é o papel do actual Governo PSD/CDS neste negócio de venda do BPN ao Banco BIC de Angola por um valor tão baixo, em comparação com o valor de 2,4 milhões da nacionalização? Ainda por cima vai haver centenas despedimentos, mais concretamente 830 despedimentos, segundo o Presidente do BIC, Mira Amaral. Estes despedimentos terão que ser suportados pelo Estado Português. Espera-se que o Governo se pronuncie, até porque segundo foi divulgado na comunicação social, existia uma outra proposta de compra do BPN no valor de 100 milhões de euros.
E onde estão os responsáveis pela nacionalização desta coisa que custou 2,36 milhões de euros ao contribuintes? Onde estão todos esses loucos delirantes? Porque não nacionalizaram também na altura a empresa mãe, Grupo SLN?
Seus ratos de esgoto, saiam das tocas e assumam a merd... de negócio e prejuízo que nos causaram. Peçam desculpa aos contribuintes.
Lá vou ter que abdicar de metade do meu subsídio de natal por causa dos devaneios dos ratos de esgoto com a puta! Cambada...
BIC é o novo dono do BPN (DE)
Fonte: economico.sapo.pt
Menezes
Enviar um comentário