Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Ministério Público abre Investigação às Agências de Rating Moody's, Standard & Poor's e Fitch

Agências de Rating Moody's, Standard & Poor's e Fitch são suspeitas de manipulação do mercado

Transcrevemos excerto da notícia publicada em rr.sapo.pt:

"O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) decidiu abrir um inquérito contra três agências de “rating” internacionais, depois das queixas apresentadas por quatro economistas, confirmou hoje a Procuradoria-Geral da República (PGR).

No início de Abril, os economistas José Reis e José Manuel Pureza, da Universidade de Coimbra, e Manuel Brandão e Maria Manuela Silva, do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), pediram a abertura de um inquérito contra as agências rating (Moody's, Standard & Poor's e Fitch), alegando que estão a cometer crime de manipulação do mercado.
O DCIAP analisou os argumentos expostos nas queixas e considerou haver elementos suficientes para abrir um inquérito-crime às agências de “rating” Moody's, Standard & Poor's e Fitch. (...)
Duas dessas agências têm inclusive um "mesmo fundo de investimento como proprietário", advertiu o economista, e as decisões que tomam, que "influenciam as taxas de juro", têm um impacto significativo no endividamento dos países, "podendo afectar a sua estabilidade" financeira e económica.
Os subscritores do documento querem que o inquérito apure a "prática dos actos abusivos que são imputados" às três agências, a "existência de graves prejuízos produzidos nos interesses do Estado e do povo português" e a "identificação dos quadros directivos das ditas agências e os autores dos actos" da denúncia". (...)


Ministério Público abre investigação às agências de "rating" (RR)
Fonte: rr.sapo.pt
José Luís Magalhães
Enviar um comentário