Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

domingo, 20 de março de 2011

Líbia - Odyssey to the Dawn - Incío de Bombardeamentos vs Resolução Diplomática Pelo Diálogo

EUA, França e Inglaterra deram ontem início aos bombardeamentos contra a Líbia de Mouammar Kadhafi, operação que se designou por "Odisseia ao Amanhecer".
De registar a prontidão com que estas Forças Americana, Francesa e Inglesa iniciaram os bombardeamentos à Líbia, o que pressupões que a consertação entre aqueles Países já existia desde há algum tempo, bem como uma logística militar montada e pronta para o início dos bombardeamentos.

Ficam algumas questões no ar:
a) Estes bombardeamentos à Líbia não terão sido decididos de uma forma precipitada?
b) Será legitima esta intervenção e bombardeamentos sobre a Líbia?
c) Será que teria existido esta intervenção de força militar, se a Líbia não fosse um País que é um dos maiores produtores de petróleo do mundo?
d) Não poderia ter existido um maior esforço da comunidade internacional em prol de uma tentativa de resolver o conflito pela via diplomática, em vez da actual solução que passa pelos bombardeamentos e invasão do território Líbio pelas Tropas Internacionais? 
e) Não se poderiam poupar recursos e vidas humanas se se resollvesse o conflito pela via do diálogo?
f) Será que os mísseis são tecnológicamente avançados e inteligentes ao ponto de distinguir cidadão Líbios civis de militares?
g) Com esta intervenção pela via dos bombardeamnetos com mísseis, não haverá muitos civis que irão perder a vida?
h) Qual a posição da Igreja Católica Romana sobre estes bombardeamentos militares? Aprova? condena? 
i) Não se estará a iniciar um conflito que se poderá prolongar no tempo, com o sacrifício de inúmeras vidas humanas?
j) Será que não irá acontecer o mesmo que no Iraque após a Invasão em 2003, onde devido a causas directas ou indirectas decorrentes da invasão, se contabilizam já milhares de perdas humanas?

Em relação à posição da Igreja Católica Romana, Bento XVI fez esta manhã um discurso em Roma, apelando "a todos os que têm responsabilidade política e militar" na situação da Líbia para que garantam "a integridade e a segurança de todos os cidadãos líbios" e o acesso ao auxílio humanitário.
No entanto, Bento XVI não esclarece se aprova ou condena a presente intervenção militar internacional contra a Líbia.
Filipa Bragança
Enviar um comentário