Bem vindos

Missão

Tentar destacar os melhores (ou os piores), nas diferentes temáticas, criando um espaço de livre debate.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Desempenho mediocre de sucessivos Governantes Portugueses deixa 1,5 milhões de cidadãos sem médico de familia

Mais uma notícia que nos dá conta do péssimo desempenho dos governantes portugueses nos últimos anos, no que respeita à gestão dos recursos humanos de uma área vital e fundamental da sociedade, como é o caso do sector médico.
Quando a tutela é composta por pessoas de visão curta, desempenho mediocre, ausência de uma visão de futuro e que não sabe optimizar da melhor forma os recursos humanos de um sector da sociedade que é vital para o bem estar dos cidadãos, o resultado está à vista: 1, 5 milhões de portugueses sem médico de familia e parece que a "sangria" de médicos para fora do Serviço Nacional de Saúde não fica por aqui.
Devido a sucessivas opções políticas erradas, Portugal padece de um problema crónico no que respeita à escassez de formação de recursos humanos na área da medicina. Médicos formados em número insuficiente, aliado ao facto de muitos se reformarem e de muitos outros privilegiarem trabalhar nos grandes centros e/ou de muitos darem preferência a trabalhar no privado, levam a que muitos Portugueses cujos recursos são escassos para recorrerem ao privado, se vejam agora privados de um médico de familia, direito este elementar e essencial num País de Estado de Direito que se diz civilizado e que se encontra integrado na União Europeia. 
Para quando assacarmos responsabilidades aos políticos cujas decisões tanto ruína e míngua geram neste nosso Portugal?
In: http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=11161
José Luís Magalhães

Enviar um comentário